17 de jul de 2009

UM CHEIRO QUE AMO...



 Existe um cheiro, que para mim é um dos
melhores cheiros.
Não posso dizer que é o melhor,
pois o meu coração acolhe tantos que
não poderia dizer “este é o melhor”.

É simplesmente um cheiro que amo.
Faz um bom tempo que o sinto às vezes na rua.
É de uma flor.
Que flor é esta, não sei.


Eu penso quando sinto, que é um cheiro maravilhoso,
me sinto acolhida, e por muitas vezes
olhei ao redor e não havia nenhuma árvore,

ou se havia, não era a mesma,
apesar do cheiro ser o mesmo.


O fato é que até hoje não sei que flor é esta -
e não quero saber, só sei que é divino.
Quando de repente sinto, eu agradeço.
Eu amo.


Hoje,
quando passei por uma rua
que tinha este cheiro
,.pensei o seguinte:
 
“Se eu descobrir que flor é esta,
vou plantá-la embaixo da janela do meu quarto
para sentir todos os dias”.


Mas em seguida me lembrei que prender destruiria tudo.

 Me lembrei de uma frase de Shakespeare:

“O mel mais delicioso é repugnante por sua delícia”

e outra de um outro autor:

“Quem tentar possuir uma flor,
verá sua beleza murchando.
Mas quem apenas olhar uma flor num campo,
permanecerá para sempre com ela”.
E isso diz tudo.
Não quero possuir.

 Com isso, além de aprender diretamente
sobre este perfume, aprendi sobre amar.

  Aprendi esta lição e muitas outras com esse amor.

Esse amor que permanece em mim,
e quero acreditar que sempre permaneça.
 Independente do que acontecer,
sempre amando…

Falo muito de amor!

E como já disse várias vezes,
para mim, em essência, tudo é amor.
Eu acredito no amor.
E termino com uma frase de Gandhi:

O amor é a força mais sutil do mundo“.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar. Volte sempre!