22 de out de 2009

PESSOAS ESPECIAIS ...

Pessoas Especiais ...

Pessoas especiais são aquelas
que têm a habilidade de dividir suas vidas com os outros.
Elas são honestas nas atitudes,
são sinceras e compassivas,
e sempre dão por certo que o amor é parte de tudo.
Elas não têm medo de serem vulneráveis;
elas acreditam que são únicas e
têm orgulho em ser quem são.
Pessoas especiais são aquelas que se permitem
o prazer de estar próximo aos outros
e importar-se com a felicidade deles.
Elas vieram para entender que
o amor é o que faz a diferença na vida.
As pessoas especiais são aquelas que
realmente tornam a vida bela....




12 de out de 2009

Lenine - A Rede








A Rede
Lenine
Composição: Lenine e Lula Queiroga

Nenhum aquário é maior do que o mar
Mas o mar espelhado em seus olhos
Maior, me causa um efeito
De concha no ouvido, barulho de mar
Pipoco de onda, ribombo de espuma e sal

Nenhuma taça me mata a sede
Mas o sarrabulho me embriaga
Mergulho na onda vaga
Eu caio na rede
Não tem quem não caia

Às vezes eu penso que sai dos teus olhos o feixe
De raio que controla a onda cerebral do peixe

Nenhuma rede é maior do que o mar
Nem quando ultrapassa o tamanho da Terra
Nem quando ela acerta, nem quando ela erra
Nem quando ela envolve todo o planeta

Explode, devolve pro seu olhar
O tanto de tudo que eu tô pra te dar
Se a rede é maior do que o meu amor
Não tem quem me prove

Às vezes eu penso que sai dos teus olhos o feixe
De raio que controla a onda cerebral do peixe

Se a rede é maior do que o meu amor, não tem quem me prove
Eu caio na rede, não tem quem não caia.....

7 de out de 2009

MERCEDES SOSA - CANCION DE LAS SIMPLES COSAS






Canción de las simples cosas.
de Armando Tejada Gómez y César Isella



Uno se despide insensiblemente de pequeñas cosas,
lo mismo que un árbol que en tiempo de otoño se queda sin hojas.
Al fin la tristeza es la muerte lenta de las simples cosas,
esas cosas simples que quedan doliendo en el corazón.
Uno vuelve siempre a los viejos sitios donde amó la vida,
y entonces comprende como están de ausentes las cosas queridas.
Por eso muchacho no partas ahora soñando el regreso,
que el amor es simple, y a las cosas simples las devora el tiempo.
Demórate aquí, en la luz mayor de este mediodía,
donde encontrarás con el pan al sol la mesa tendida.
Por eso muchacho no partas ahora soñando el regreso,
que el amor es simple, y a las cosas simples las devora el tiempo.

Uno vuelve siempre a los viejos sitios donde amó la vida,

Demórate aquí, en la luz mayor de este mediodía,
donde encontrarás con el pan al sol la mesa tendida.
Por eso muchacho no partas ahora soñando el regreso,
que el amor es simple, y a las cosas simples las devora el tiempo.

Uno vuelve siempre a los viejos sitios donde amó la vida...

Mercedes Sosa - Gracias a La Vida






Mercedes Sosa - Gracias a La Vida



Tradução para Português:

Mercedes Sosa - Obrigado à vida (Violeta Parra)

Obrigado à vida que me tem dado tanto
deu-me dois olhos que, quando os abro
perfeitamente distingo o preto do branco
e no alto céu, o seu fundo estrelado
e nas multidões, o homem que eu amo.

Obrigado à vida que me tem dado tanto
deu-me o ouvido que, em toda a amplitude,
grava, noite e dia, grilos e canários
martelos, turbinas, latidos, chuviscos
e a voz tão terna do meu bem amado.

Obrigado à vida que me tem dado tanto
deu-me o som e o abecedário
e, com ele, as palavras com que penso e falo
mãe, amigo, irmão e luz iluminando
a rota da alma de quem estou amando.

Obrigado à vida que me tem dado tanto
deu-me a marcha dos meus pés cansados
com eles andei por cidades e charcos,
praias e desertos, montanhas e planícies
pela tua casa, tua rua e teu pátio.

Obrigado à vida que me tem dado tanto
deu-me o coração que todo se agita
quando vejo o fruto do cérebro humano,
quando vejo o bem tão longe do mal,
quando vejo no fundo do teus olhos claros.

Obrigado à vida que me tem dado tanto
deu-me o riso e deu-me o pranto
assim eu distingo a felicidade da tristeza,
os dois materiais de que é feito o meu canto
e o canto de todos, que é o meu próprio canto

Obrigado à Vida
Obrigado à Vida
Obrigado à Vida
Obrigado à Vida




Minha pequena homenagem a este "Pássaro....



Quem sabe, o mais belo e raro:
calou o seu canto".
(Caio Eduardo)




Mercedes Sosa : 9-07-1935 / 4-10-2009 - Uma pequena homenagem ...

Rating:★★★★★
Category:Other
http://lifeconsulting.multiply.com/journal/item/190/

O PÁSSARO -

HOMENAGEM FEITA A MERCEDES SOSA PELO MEU AMIGO CAIO EDUARDO EM SEU BLOG, CUJO LINK ESTÁ ACIMA.

O TEXTO ABAIXO SE REFERE AO MEU REPLY NO BLOG DO CAIO.

Haydée Mercedes Sosa, nasceu a 9 de Julho de 1935 em San Miguel de Tucumán,
uma aldeia humilde na Argentina profunda e,
desses anos em que viveu na sua aldeia estiveram enraizados
o seu apego pelas expressões artísticas e populares.
Aqui fica um pequenissimo tributo à La Negra.


Descoberta aos quinze anos de idade, cantando numa competição de uma rádio local da cidade natal,
quando lhe foi oferecido um contrato de dois meses.
Admirada pelo timbre de contralto, gravou o primeiro disco
"Canciones con Fundamento",
com um perfil de folk argentino.
Consagrou-se internacionalmente nos EUA e Europa em 1967, e em 1970, com Ariel Ramirez e Felix Luna,
gravando "Cantata Sudamericana" e "Mujeres Argentinas".
Gravou um tributo também à chilena Violeta Parra.

Sosa interpretou um vasto repertório, gravando canções de vários estilos.
Atuou com muitos músicos argentinos como León Gieco, Charly García, Antonio Tarragó Ros, Rodolfo Mederos e Fito Páez,
e outros latino-americanos como Milton Nascimento,
Fagner e Silvio Rodríguez.

Foi também uma ativista política de esquerda, foi peronista na juventude.
Em tempos mais recentes manifestou-se como forte opositora da figura de Carlos Menem
e apoiou a eleição do ex-presidente Néstor Kirchner.
A preocupação sócio-política refletiu-se no repertório interpretado,
tornando-se uma das grandes expoentes da Nueva Cancion,
um movimento musical latino-americano da década de 60,
com raízes africanas, cubanas, andinas e espanholas.

No Brasil, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque, entre outros artistas,
foram expressões da Nueva Canción, marcada por uma ideologia de rechaço
ao alegado imperialismo norte-americano, ao consumismo e à desigualdade social.

Seu último disco, "Cantora, vol. 1", teve três indicações ao Grammy Latino deste ano - que será anunciado em novembro.

Mercedes faleceu aos 74 anos, no domingo, dia 4 de outubro de 2009.
Milhares de pessoas acompanharam a entrada do caixão com o corpo da cantora argentina no Cemitério La Chacarita, em Buenos Aires, no fim da tarde de segunda-feira.

Suas cinzas foram espalhadas pela capital e pelas províncias de Tucumán, onde nasceu, e Mendoza, onde começou a carreira.


Fonte: O globo.com


Caio,
Aproveitando o seu espaço qdo tão bem homenageou a esta excelente pessoa e cantora,
fiz aqui também a minha pequena homenagem a este "Pássaro....



Quem sabe, o mais belo e raro:
calou o seu canto".

____________

Muito Obrigada.
Bjs com carinho,
Lecir